Linguas
Máscara

Home  > Informação Turística > PATRIMÓNIO > CASTELOS > Castelo de Palmela
Rua dos Cavaleiros da Ordem de Santiago
2950 Palmela

No castelo de Palmela funciona o Posto de Turismo de Palmela  de Horário:
Aberto todos os dias  (exceto: feriados 25 de abril e 1º de maio - Natal e Ano Novo).
Horário: 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30
Telefone: 212 332 122
Email: turismo@cm-palmela.pt
Web: http://turismo.cm-palmela.pt
GPS: N 8º 54' 0,578" | O 38º 33' 57,116" 
 

O castelo de Palmela ergue-se no contraforte nascente da serra da Arrábida e tem uma vista magnífica sobre a planície situada entre os estuários do Tejo e do Sado, bem como sobre as serras circundantes.
As referências  mais antigas ao castelo remontam aos séculos VIII/IX, o que demonstra a sua importância logo na primeira fase de domínio islâmico na península. Em 1147, Palmela passou a ser controlada pelas forças cristãs e em 1186 o castelo foi doado à Ordem de Santiago. 

Da presença islâmica que se estendeu por quatro séculos restam inúmeras marcas: pisos de argamassa e argila, pátios, corredores, portas, canais de escoamento de águas e fossas, silos e fragmentos de utensílios em cerâmica.
 
A poente do castelo fica o antigo convento, que alberga atualmente uma das mais belas pousadas de Portugal.

Localizada dentro da cerca primitiva do castelo, a Igreja de Santiago é hoje uma sala de exposições de excelência e constitui um notável templo da segunda metade do séc. XV.  De traça gótica, com 3 naves, alberga o túmulo de D. Jorge, último Mestre da Ordem de Santiago.  Azulejos de "tapete" do século XVII com as insígnias da ordem forram as paredes da capela-mor que apresenta uma abóbada de ogivas manuelina.

Construída dentro do Castelo de Palmela no final do séc. XII, a Igreja de Santa Maria do Castelo encontra-se atualmente em ruínas. Deve a sua fundação à Ordem de Santiago. 


logotipos logotipos
Criado e desenvolvido por Logotipo Seara.com